Sementes Purple Bud Automatic


  • Sementes de Canábis Feminizadas
  • Ameno / Frio
  • Planta compacta
  •  Floração 50 - 65  dias
  • Rendimento Médio
  • 75% Indica
€40.00
in stock
Payment methods: Visa, Master, Bank transfer and Cash

  • Sementes de Canábis Feminizadas
  • Ameno / Frio
  • Planta compacta
  •  Floração 50 - 65  dias
  • Rendimento Médio
  • 75% Indica
Comprar sementes Purple Bud Automatic – Sensi Seeds
Your order will be shipped discreetly
Orders are shipped the next working day
All our products are checked for quality
  • Descrição


    Estas sementes feminizadas com autofloração produzem potentes índicas afegãs (plantas “afegânicas” ou Kush) com um toque de sativa e tendem a apresentar tons violetas nos botões. Florescem no interior, no exterior e até mesmo em climas frescos ou numa varanda. A autofloração permite a qualquer um obter uma óptima colheita de botões coloridos!

    A Purple Bud Automatic é uma híbrida múltipla feminizada, cujas raízes têm ligação a alguns dos mais importantes bancos genéticos de canábis do mundo. Os principais antepassados desta variedade remontam directamente aos lendários cultivares índica da cordilheira Hindu Kush no Afeganistão. As outras progenitoras que contribuíram para o programa de cultivo da Purple Bud vêm das Caraíbas e da comunidade de canábis medicinal da Califórnia.

    A Purple Bud Automatic deve o robusto padrão de crescimento, a rápida floração e a elevada potência sobretudo a dois cultivares de haxixe afegão, que foram cuidadosamente seleccionados. As qualidades recessivas da sativa foram introduzidas através de um cultivar jamaicano muito especial. Esta potente planta tropical dá à Purple Bud um pouco mais de altura e uma maior pedrada na colheita!

    A variedade Purple Bud feminizada original da White Label foi criada através do cruzamento da mistura afegã e jamaicana com uma impressionante híbrida Kush dupla feita a partir da Hindu Kush cultivada nos Países Baixos e da Kush roxa da Califórnia. Mais recentemente, juntou-se os genes Ruderalis para dar a capacidade de autofloração. Após várias gerações de retrocruzamento com as plantas progenitoras, esta tendência, as cores e a elevada potência da variedade foram estabilizadas e as sementes feminizadas da Purple Bud Automatic tornaram-se numa variedade oficial White Label.

    A Purple Bud Automatic produz a maior parte da colheita no caule principal e nos ramos superiores. Como qualquer variedade autoflorescente, podar (ou “topping”) o caule e os ramos não aumentará o número de zonas de botões, porque o período vegetativo das variedades automáticas não pode ser prolongado para permitir a regeneração dos ramos podados. Do mesmo modo, no cultivo interior, a manipulação do ciclo de luz não aumentará ou diminuirá a altura final desta variedade.

    A Purple Bud Automatic tem um tempo de cultivo total de 13 a 14 semanas, sendo as últimas 8 a 10 semanas dedicadas à floração. Assim, as plantas entram automaticamente no período de floração após cerca de 4 a 6 semanas de crescimento vegetativo, independentemente do fotoperíodo (horas de luz por dia). No final dos períodos de crescimento e floração, as plantas maduras normalmente atingem uma altura de 90 a 140 cm e muitas vezes vergam sob o peso das flores roxas cheias de resina.

    As flores da Purple Bud Automatic começam como cachos de cálices espinhosos que se amontoam nos nós e nas brácteas e que depois se transformam em botões sólidos e gordos. Nas últimas semanas de floração, os botões no cimo do caule principal e dos ramos incham e juntam-se em grandes colas. Filas de bolbosos cálices verdes e roxos começam a crescer ao longo dos ramos inferiores, estreitando ou fechando os espaços entre os botões.

    A Purple Bud Automatic produz muitos tons para além do verde, tendo uma folhagem que vai do verde-azulado escuro, passando por cor de alfazema e violeta, a bordeaux e vermelho escuro. Ao contrário das variedades em que o roxo é sobretudo causado por baixas temperaturas e aparece principalmente nas folhas, as cores da Purple Bud Automatic surgem nos cálices e nos botões, assim como nas folhas.

    Embora as baixas temperaturas no período de floração possam, sem dúvida, acentuar a tendência para o roxo, as plantas que gozam de condições perfeitas durante os ciclos de crescimento e floração também devem apresentar cores interessantes. Não é incomum ver a Purple Bud Automatic terminar com folhas verde-lima que acabam por acentuar os profusos botões roxos.

    Esta variedade fica com um aspecto ainda mais delicioso quando os maduros aglomerados florais ficam cobertos por uma cintilante camada de glândulas de resina, o que lhe dá um brilho prateado que refracta a luz e acentua as cores que estão por baixo. No seu auge, os melhores exemplos da Purple Bud Automatic parecem veludo colorido e carnavalesco.

    Os botões secos sabem e cheiram tão bem quanto o seu aspecto, tendo um rico e resinoso sabor a pinho e sândalo e tons doces, frutados e almiscarados. Os antepassados da Purple Bud Automatic, que são plantas de haxixe índica pura, são a principal fonte dos botões espessos, aromas ricos e cores fascinantes. O antepassado jamaicano sativa dá-lhe volume extra e viscosidade na fase da floração e, sobretudo, um estimulante efeito cerebral que melhora e prolonga a moca relaxante e corporal desta árvore genealógica predominantemente índica.

    Até os cultivadores e consumidores experientes vão deliciar-se com a colheita da Purple Bud Automatic. Para além da potência resinosa e deliciosos sabores, o seu impressionante aspecto e cores lindas prenderão sempre a atenção. Isto costuma significar que os botões roxos desaparecerem mais depressa do que os verdes! Se quiser uma híbrida índica autoflorescente que é fácil de cultivar, se destaca na multidão e dá um valente coice, escolha a Purple Bud Automatic!
verificar